Notícias

“A nossa obrigação é vencer”

Rúben Amorim acredita que o Sporting pode recuperar da desvantagem de seis pontos que tem para o líder FC Porto e revalidar o título de campeão nacional.

«O grupo acredita sempre porque já vivemos isso no ano passado. Mesmo com dez pontos, o grupo esteve sempre confiante de que não iria perder pontos. Sentimos que tudo pode acontecer até ao fim, e sentimos isso tanto em relação ao primeiro lugar, como em relação ao terceiro. O grupo está confiante. Não controlamos os resultados, mas correndo muito e jogando bem somos uma equipa difícil de bater», disse em conferência de imprensa, assumindo que perder pontos nesta fase do campeonato pode ser fatal:

 

«Quanto menos jogos há, mais difícil é emendar os erros. O que temos de fazer é ganhar os nossos jogos, não deixar que o terceiro classificado (Benfica) se aproxime porque há dois lugares de Liga dos Campeões e queremos chegar ao primeiro. É cada vez mais difícil ganhar todos os jogos fora e, em casa, também é difícil.»

 

Sobre o jogo da Taça de Portugal com o FC Porto, na próxima quarta-feira: «Olhamos para cada jogo como uma final. Vamos pensar neste jogo agora. Os jogadores que estão de fora estão a ser poupados para, quando voltarem, serem mais uma opção. Com tantas baixas, vamos entrar da mesma maneira, com uma equipa forte para vencer, a pensar neste jogo apenas. Depois teremos tempo para preparar o jogo com o FC Porto.»

 

Sobre o duelo de sábado (18 horas) com o Marítimo: «Podíamos dizer que é o teste mais difícil porque é o próximo. Agora somos mais equipa do que eramos na primeira volta (vitória por 1-0). (…) Jogar na Madeira é sempre complicado. Apesar da derrota (0-1 com o Famalicão) , o Marítimo vem de um momento claramente favorável. (…) Se o Marítimo vive um bom momento, o Sporting também. Temos jogado melhor, criamos oportunidades e não deixamos que os adversários criem muitos problemas. Seremos melhores que o Marítimo se formais mais intensos.»

 

«A nossa obrigação é vencer. Queremos manter a distância para o terceiro e aproximar do primeiro. Não há muito para pensar. É ganhar o jogo e jogar bem, é isso o que queremos fazer todas as semanas», rematou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo