Futebol

ANTEVISÃO ÃO CLÁSSICO COM O SPORTING

SÉRGIO CONCEIÇÃO  fez esta quinta-feira a antevisão ao clássico com o Sporting, da 22.ª jornada, marcado para sexta-feira no Estádio do Dragão e recusou que, ao contrário da época passada, em que os leões podiam até empatar, este ano a vantagem esteja do lado dos dragões. Quanto a elogios recentes, agradece, mas diz que isso traz mais responsabilidade e necessidade de foco.

 

No jogo da época passada, o Sporting podia empatar, este ano não. Isso influencia a estratégia? «Não é com dois, três ou quatro peças ofensivas que se é mais eficaz. Depende da estratégia, nós não podemos abdicar da nossa forma de jogar e não vamos abdicar. A estratégia não vou contar, peço desculpa. Um exemplo: estamos a ganhar e no fim meto um avançado; estes têm um papel importante na ação defensiva e também podem matar o jogo. Olho para o jogo e vejo, mais que isto não posso falar. Não pensamos nisso de estar em vantagem. Ainda hoje falei com o grupo sobre isso: vi um Sporting muito agressivo no Estádio da Luz, a querer ganhar o jogo, a repor bolas rapidamente. São jogos competitivos entre grandes equipas.»

 

Como reage aos elogios de Amorim e Sacchi? Os seis pontos para o Sporting traduzem a diferença entre as equipas? «Já justifiquei porquê, o Rúben poderá justificar por estarmos em primeiro lugar, soou a canção de embalar. São opiniões, já disse que não quero esconder o que temos feito, é um trajeto bom. Estamos em primeiro e só não é excelente porque empatámos dois jogos. As vitórias são o mais importante. Se é uma a mais ou menos… temos é de ter mais pontos. Fico, em nome do grupo, contente por ouvir elogios de pessoas que já ganharam tanto, mas soa a mais responsabilidade não me deixo levar por elogios porque o momento mais importante é o de amanhã, é um recomeçar constante. Metem-me os pés no chão, gosto de ouvir elogios no final com títulos, sem isso não valem nada.»

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo