Notícias

Darwin Núnez Em Acção

O grande jogador fez bom trabalho e o treinador ficou satisfeito

Segundo avança o jornal português o Liverpool somou o terceiro consecutivo, esta quarta-feira, ao bater o West Ham pela margem mínima (1-0), num jogo que contou com uma grande primeira parte de Darwin Núñez.

Num primeiro tempo marcado pelo domínio dos reds, o avançado uruguaio foi o principal destaque da equipa de Klopp, de tal forma que conseguiu criar as principais ocasiões do encontro.

Após ter ameaçado o golo no fecho dos primeiros 15 minutos, o ex-Benfica conseguiu mesmo abrir o ativo ao minuto 22, ao corresponder de forma certeira ao passe de Tsimikas para o interior da grande área.

Pouco depois, Darwin Núñez voltou a ameaçar o golo e, de fora da área, apenas o poste esquerdo da baliza de Fabianski travou essa possibilidade.

Na outra área, já perto do intervalo, Alexander-Arnold cometeu falta sobre Jarrod Bowen e um alerta do VAR permitiu que, após a consulta de imagens, Attwell apontasse para a marca do castigo máximo.

Na cobrança da grande penalidade, Alisson levou a melhor e travou a possibilidade de ver Bowen a restabelecer a igualdade.

Pouco depois do regresso dos balneários, Klopp optou por retirar Darwin Núñez e o português Fábio Carvalho (ambos muito ovacionados), aos 57 minutos, para dar lugar a Elliot e Curtis Jones.

O Liverpool procurou o segundo golo, nomeadamente através das investidas de Firmino, mas também os hammers podiam ter chegado ao empate na reta final na sequência de dois contra-ataques perigosos.

Com este resultado, o Liverpool – após golear o Rangers (0-7) e vencer o Manchester City (1-0) – soma novo triunfo na Premier League e passa a somar 16 pontos na sétima posição, enquanto o West Ham é 13.º, mantendo os mesmos 11 pontos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo