Futebol

Depois De Títulos E Troféus O Craque Deixa Benfica

Em declarações divulgadas pelo clube da Luz, fez uma viagem ao passado e recordou momentos inesquecíveis, embora lamentando não ter conquistado o pentacampeonato. É agora jogador do Al Wahda, com contrato até 2024.

Títulos: “Lembro-me de todos [os troféus], são muitos anos aqui [Benfica]. Foram todos muito especiais e para este grande clube. Todos têm uma marca especial no meu coração. Ficou a faltar para mim e para o clube o pentacampeonato. Acabou por faltar, mas no ano a seguir conseguimos dar a volta e conquistar logo o título e isso foi muito importante para todas as pessoas envolvidas.”

Saída com sentimento especial: “É um sentimento muito especial, foram muitos anos, muito bons para mim e para a minha família. Cheguei aqui e ainda era um menino e saio daqui um homem, com muitos títulos, muitas conquistas e alegrias. Quero agradecer a todas as pessoas envolvidas, que estiveram ao meu lado e que ajudaram a muitas conquistas e alegrias para o clube. Só tenho de agradecer a todas as pessoas envolvidas, ao clube, à estrutura e aos meus companheiros. Se é um sentimento recíproco? Sim, obviamente que sim, foram oito anos bons para mim e para o clube. O sentimento é mútuo, dei muito ao clube dentro de campo e o clube também sempre me ofereceu todas as condições para melhorar a cada dia. Acho que vai ficar para sempre no meu coração e para todas as pessoas que gostam deste clube.”

Treino aberto na Luz: “Foi um sentimento muito bom! Saí [do Benfica em janeiro último, por empréstimo para o Basaksehir] para me libertar um bocado daquilo que estava a acontecer naquele momento e quando cheguei foi um sentimento muito bom para mim. Sempre fui muito acarinhado pelas pessoas no clube, pelos adeptos, diariamente, na rua, quando jogávamos em casa ou fora, é muito especial ver que as pessoas ainda gostam do Pizzi. Foi bom para mim [treino aberto no Estádio da Luz, em que estiveram presentes 23 470 adeptos] e para os novos jogadores que viram a força que este clube tem. Obviamente que sim [sobre sentir-se reconhecido pelos adeptos], sempre fui muito acarinhado por toda a gente, toda a minha família também. Sinto-me bastante reconhecido.”

Adeptos: “Podem recordar o Pizzi por tudo o que dei ao Benfica, pelos golos, assistências, o que dei em campo. Como profissional nem todos os jogos correm como esperamos, mas tentei dar sempre tudo em campo por este clube, esta instituição. Quero que recordem o Pizzi como o jogador que ajudou a conquistar todos estes títulos. Fui mais um a tentar ajudar e remar para o bem deste clube, é assim que quero ser recordado para sempre.”

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo