Nacional

Líder de Quadrilha De Caça Furtivo Condenado 30 Anos De Prisão

O líder de quadrilha de caça ilegal de animais em áreas de conservação moçambicanas e sul-africanas, foi condenado a 30 anos de prisão pelo Tribunal Judicial da Província de Maputo.

Trata-se de Admiro Chauque, que comandava grupos de caçadores furtivos que operavam nos distritos de Magude e Massingir e no Parque Nacional Kruger, na África do Sul.

Chauque foi condenado pelos crimes de caça proibida, porte ilegal de armas e associação para delinquir, devendo ainda pagar uma multa  correspondente à taxa de um por cento do salário mínimo durante 28 anos.

Chauque foi detido a 3 de Maio de 2021, quando voltava de uma tentativa de caça ilegal de rinoceronte, mas já havia sido interpelado pelas autoridades pela primeira vez a 18 de Janeiro de 2020, quando se encontrava com outros caçadores junto de um médico tradicional para tratar de um companheiro ferido.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo