Futebol

O Treinador Do Sporting

Declarações de Rúben Amorim após a derrota em casa frente ao E. Frankfurt, por 1-2, para a Liga dos Campeões.

Na sala de imprensa:

«Tem sido uma época difícil, há falta de confiança e o que o treinador pode fazer é dar a cara. Olhamos para o jogo e falta-nos algo, isso é notório, damos tudo mas é curto neste momento. A única forma de dar a volta a isto é trabalhar, marcar golos e não sofrer, não há fórmulas mágicas.»

«Não é normal um treinador no Sporting aguentar-se com tantos desaires. Não vou enumerar o que fizemos ou os jogadores que têm ou não experiência, não me vou defender com isso, mas num clube tão grande como Sporting não é normal um treinador aguentar-se. Mas vivo bem com isso, é a minha profissão, tenho de continuar a trabalhar e pensar no próximo jogo.»

[Mais alguém devia dar a cara, nomeadamente o presidente?] «Mais ninguém devia dar a cara neste momento porque isto é parte desportiva, o presidente e o [Hugo] Viana não têm culpa de estarmos a 12 pontos no campeonato, não têm culpa de termos sido eliminados pelo Varzim na Taça de Portugal e não têm culpa de termos sido eliminados da Champions. Eu ia sentir-me diminuído se falassem e não ia ajudar. O presidente tem de dar explicações aos sócios e há assembleias gerais, mas agora eu é que tenho de dar a cara porque é o meu trabalho e se ele o fizesse, principalmente em dia de jogo, eu ia sentir-me diminuído.»

«A época não está totalmente perdida, não posso dizer isso, mas vários objetivos caíram e temos de encarar isso com naturalidade e pensar no que devemos fazer, da mesma forma que quando cheguei começámos a preparar uma época a meio da outra. O clube está estruturado e tem bons valores, coisa que não acontecia quando eu cheguei. A época está praticamente perdida, mas não podemos entrar em grandes dramas. Tenho de dar a cara na parte desportiva e a época está mais de metade perdida e temos de pensar no futuro. Enquanto houver plano para o futuro não está tudo perdido.»

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo