Notícias

O Treinador! Rúbin Amorim

Declarações de Rúben Amorim, treinador do Sporting, à Sport TV, após a vitória por 3-1 na receção ao Casa Pia, para a 10.ª jornada da Liga Bwin.

Análise ao jogo: “Sabíamos que ia ser um jogo muito difícil. Tudo o que prevíamos aconteceu. O Casa Pia é muito bem organizado, tem bons jogadores. Estavam à espera do nosso erro. Nós estivemos com muita vontade, os jogadores a corresponderem ao que queríamos com muita intensidade. Tivemos algumas situações de golo, não conseguimos marcar e depois sofremos o golo. Na segunda parte entrámos ainda com mais intensidade e fizemos uma segunda parte muito boa. Quero realçar o espírito dos meus jogadores. Os miúdos transportaram a chama para toda a gente no estádio.”

Entrada de Paulinho: “Já estávamos bem no jogo, mas o Paulinho foi o Paulinho. Às vezes pode não estar tão bem, mas o espírito, a forma como lutou, como empurrou a equipa para a frente… uma excelente entrada dele.”

Não quis ver o penálti: “Não costumo ver os penáltis. O Pote às vezes faz coisas tão boas e outras vezes faz asneiras. Queria só festejar o golo.”

Festejos: “Hoje foram os jogadores a contagiar a bancada. Já tivemos momentos em que foi ao contrário, hoje os jogadores é que trouxeram alegria, chama e força ao estádio.”

Segundo lugar é objetivo? “O objetivo é ganhar ao Tottenham. Fico muito feliz por ver a equipa num momento tão difícil a manter a mesma forma de jogar, a não conceder muitas oportunidades e a criar. Já fico feliz, não penso em lugar nenhum.”

Lesão de Marsà: “Acho que não é grave, vamos ver. Se não poder jogar, joga outro. Azar? Não, é o que é. O Chico Lamba não tinha a oportunidade de jogar tão rápido se não fosse assim, se calhar.”

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo