Futebol

PROCESSO DISPLINAR CONTRA RUI COSTA

Processo displinar contra rui costa águias nao estam sadisfeito

Coube a Rui do Passo, vice-presidente do Benfica, reagir ao processo disciplinar colocado pela Comissão de Disciplina a Rui Costa. Em causa, recorde-se, estão as críticas o líder do benfica  à arbitragem após o jogo com o Gil Vicente (1-2).

 

No programa Pontos nos Is, da BTV, Rui do Passo mostrou alguma incredulidade e reforçou a postura positiva de Rui Costa.

 

«Nós queremos abordar este tema de forma construtiva e positiva. Aliás, foi essa intervenção do presidente Rui Costa, no final do jogo com o Gil Vicente. A primeira nota fio uma mensagem interna, mas depois, numa análise sobre oq eu se tinha passado, não podia também deixar de referir o que foi uma arbitragem menos feliz e que de certa maneira nos afetou. Não me lembro de um lance tão consensual, em que toda a gente achou que tinha sido decidido erradamente e precipitadamente, porque nem permitiu a intervenção VAR. Nós não notámos, e ninguém referiu que existisse animosidade, o que fizemos foi uma crítica pela positiva, expressando o nosso descontentamento por arbitragens menos felizes, que nos têm afetado. E fizemos sem insultar ninguém e sem nenhuma falta de respeito pela APAF, Federação Portuguesa de Futebol, Conselho de Arbitragem e Conselho de Disciplina. Foi por isso que todos ficámos surpreendidos quando percebemos que existia um processo ao nosso presidente e à SAD do Benfica», começou por dizer.

Rui do Passo prosseguiu, deixando também uma menção a FC Porto e Sporting.

«Não pretendemos que agora, nas próximas jornadas, sejamos beneficiados de forma a compensar os erros que nos prejudicara. O pedido é que haja mais atenção aos erros que nos têm afetado e que relativamente aos jogos dos nossos rivais também tem existido queixa dos opositores. Podemos falar do jogo com o FC Porto com o Estoril (3-2) e do Sporting com o Portimonense [3-2] para dar dois exemplos», atirou.

 

Por último, palavras para APAF, que fez a queixa que resultou neste processo.

 

«Sabemos que o Benfica tem vivido um momento algo conturbado e que qualquer incidente deste tipo vai potenciar a instabilidade e intranquilidade da equipa. Marcar um golo aos 7 minutos, que se vê que é limpo, os jogadores têm essa perceção, estar a ganhar e depois sofrer um golo contra… Nunca vamos saber se o Benfica ganhava ou não, mas o que eu acredito é que o jogo seria diferente. Portanto nós queremos que este tipo de situações passe, que haja melhores arbitragens. Vi no site da APAF um vídeo em que é feito um apelo ao respeito, acho que isso deve ser feito com uma exigência forte para com os árbitros, apelando a que estes erros não existam. Nós acreditamos que este processo vai dar em nada, porque toda a gente viu a postura do nosso presidente, que foi correta. E que o a Comissão de Instrutores vai fazer uma análise correta e vai arquivar o processo», concluiu.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo