Futebol

Sporting Vai Defrontar Uma Das Melhores Equipas Do Mundo

Os incidentes do último clássico, no Estádio do Dragão, dominaram parte da antevisão de Rúben Amorim ao jogo de amanhã entre o Sporting e o Manchester City, da 1.ª mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. O treinador dos leões procurou, no entanto, contornar a polémica, dando o assunto por encerrado.

 

– É inevitável falar dos incidentes do clássico: tem receio que esses acontecimentos venham a mexer com os seus jogadores?

– Não. Será muito difícil conseguir tirar o foco neste jogo aos meus jogadores. Pela segunda vez, o Sporting está nesta fase da prova, vai defrontar uma das melhores equipas do Mundo e o atual líder da Premier League. Não vai ter consequência.

 

– Com a sua experiência, não só como treinador mas também como antigo jogador, como conseguiu afastar o plantel das imagens do clássico? Sérgio Conceição saiu em defesa do seu presidente: também sai em defesa de Frederico Varandas?

– O que se passou no Dragão não foi bonito, com culpa de todos os intervenientes. Mas estamos aqui a falar de um jogo de Champions, frente a uma das melhores equipas do mundo e o melhor treinador do mundo. Dizem que os treinadores têm de mudar e de dar o exemplo e as perguntas continuam concentradas nessa questão e não nesta partida, na forma como joga o Sporting e o City… Há muitas perguntas sobre coisas extra futebol: também há que mudar um pouco a forma como se olha para o futebol e focarmo-nos no jogo. Acho que o futebol português não vai mudar. Os meus jogadores são o reflexo do seu trinador. Não vou estar agora a frisar e a dar atenção a isso. Vou falar deste desafio. Os jogadores, os treinadores e muita gente à volta do futebol têm de melhorar. Se quisesse falar de outra coisa dava entrevistas, coisa que não faço.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo