Futebol

Sporting Versão 2021/2022

Sporting sobre as diferenças no onze-base em relação o última época

 

Os leões no versão 2021/2022 já leva 45 jogos oficiais quando, o ano passado, fechou a temporada com um total de 42. Além do campeonato, da Taça da Liga e da Taça de Portugal, o leão ainda teve a Supertaça e, claro está, a Liga dos Campeões. A verdade é que, há um ano, precisamente por altura da 28.ª jornada, Rúben Amorim tinha utilizado um total de 28 jogadores no campeonato nacional – mais tarde, já campeão, estreou o guarda-redes André Paulo e  o médio Tomás Silva. Ora esta temporada, volvidas 27 rondas da Liga, Amorim utilizou… 28 jogadores, exatamente os mesmos da época do título, apenas no que ao campeonato diz respeito.

As semelhanças, no entanto, ficam por aí. O treinador é o mesmo, é certo, a espinha dorsal – formada por Adán, Coates, Palhinha e Pedro Gonçalves – também, mas de um ano para o outro, no que ao onze-tipo diz respeito, mais de metade dos jogadores mais utilizados são outros. Começando desde logo pelo nome que, esta temporada, mais tempo de utilização tem para lá de Antonio Adán: Matheus Nunes, presença nas 27 jornadas já realizadas até ao momento, 25 delas a titular, fechou a temporada passada com (apenas) 12 partidas no onze inicial, onde João Mário foi a opção mais utilizada como parceiro do intocável Palhinha

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo